segunda-feira, 19 de dezembro de 2011

Poesia de Abertura dos Dias Amargos - Tiago Malta



Qual o Dem�nio que habita seus olhos?Qual a Besta que te corr�i por dentro?
Come�ou a semana mais longa da Terra
Em meados dela j� come�ou a perder a f� nas pessoas
E comecei a desacreditar na boa forma.

Ter de ficar de fora, sem o tempo
Queria parar...

A Carne � transparente
Mas � f�cil perceber o que nela habita
O mau n�o � voc�
E nem ao menos te pertence
O mau tenta apenas acompanhar o meio.

Dormindo n�o sinto nada mais
� a mesma coisa que morrer
(Blasf�mia)
Eu n�o sei o que � morrer

S� sei que escurece tudo
Desejo apenas que as horas passem
Para que eu possa sair dessa semana

Deixando pra traz o inferno astral
E sem receio ou anseio s� quero que isso acabe.

(15/09/1999 do Quinto caderno da Sabedoria)

Nenhum comentário:

Postar um comentário